quarta-feira, 27 de novembro de 2013

O amor nos tempos da web

Ele a curtia todos os dias quando visualizava seu perfil, acompanhava atentamente suas postagens, suas notícias e seus assuntos, no ímpeto de ver vídeos, álbuns e fotos, mudanças de avatar!
Deixava comentários cults, se fazendo de inteligente, de sabichão do presente. Ficava horas a fio teclando suas confidências, suas carências, sua ausência de amor e sua rotina do dia a dia.
Na intensidade de suas declarações, ficaram amigos, conversavam todos os dias, e sem querer estavam conectados um ao outro. De repente, como quem se ausenta e se perde ficaram sem conexão, sentiu-se desconectado, parecia à morte ficar distante do mundo virtual. Quando deu por si, estava completamente alheio a realidade que o cerca. Perdia horas a fio em conversas, bate papos, cochichos e, sobretudo, em querer saber um pouco mais do perfil do então amigo.
Passava horas a buscar informações sobre o pretendente, buscava saber seus gostos, suas preferências e a cada dia notava que este não se encaixava em seu perfil. Mesmo assim, curtia todos os posts de seu amigo, às vezes se enciumava com as publicações mais íntimas e de vez em quando o bloqueava.
Como quem não quer nada, como um passar de um tufão, bloqueou seu amigo. O motivo, ninguém sabe, o que acontece em um instante vai e vem e assim o então pretendente sumiu, permaneceu off line durante muito tempo. Não havia mais carinhas do emotions, nem sinais de positivo. As mensagens desapareceram, não havia mais nenhum sinal e assim permaneceu, sem nada.
Foi assim que iniciou uma nova busca...




Um comentário:

kathia soares disse...

Sem mais ... :(
Muito triste :((
Finish world i'm tired and cry
2become1