terça-feira, 2 de novembro de 2010

Desafios do Governo Dilma.


O final das eleições foi evidente; o povo preferiu pela continuidade do governo Lula e não o moralismo disfarçado de populismo de Zé Serra. Para o desvario dos Tucanos, grande parte dos Brasileiros resolveu ficar com o cheque passado por Lula, a fim de eleger Dilma Rousseff.

Em meio à multidão de informações sobre a eleição de nossa agora presidenta do Brasil, fiz questão de comprar o Jornal Folha de São Paulo para ler as reações dos jornalistas. Não houve nada de novo, o mesmo discurso de sempre, que nossa democracia está ameaçada, aliás, palavra esta tão malfadada e esvaziada que qualquer conversa em acordo parece ser democrática.

Mas, voltando ao assunto, o jornal Folha de São Paulo escreveu aos seus leitores e em determinados momentos subestimaram nossa inteligência com um discurso que atinge a beira do delírio. A revolta do jornaleco em dizer que Dilma está em torno de partidos fisiológicos demonstra a posição do jornal: a revolta perante a derrota nas urnas.

Dilma deus sinais em seu discurso que irá vergar seu governo para o lado do social-popular. Não será fácil conviver com interesses corporativos dos partidos, famintos de benefícios, com o desejo de realizar as urgentes reformas estruturais que o governo Lula não conseguiu: política, fiscal e agrária. Caso consiga realizar estas reformas, Dilma estará trazendo de volta aos poucos o perfil do PT que ao longo dos anos foi se desgastando.

Estas três questões constituem para o novo governo um desafio a enfrentar.

Além das cobras de plantão.

5 comentários:

Greta disse...

Oi Marco, com vai a vida agora que somos governados por uma mulher...rsrsrsrs ?
Fará tanta diferença na minha vida, quanto faz para os negros e pobres dos EUA serem governados por Barack Obama...

Marco Rodriguéz disse...

Olá Greta! Quanto tempo!!!

Quanto a diferença, não sei, sei que há muito o que se fazer, muito mesmo.

Baarack Obama foi uma onda e já passou, segue a risca a política Americana com pequenas mudanças. Agora, a filha dos búlgaros, espero que continue com a política social, só que mais aprofundada e espero que olhe para nossa educação que está tão descuidada!

Beat disse...

Tomara que tal qual o Barack, a Dilma também seja uma onda passageira, e as pessoas acordem para a realidade que foi, é e será o governo petista: mais ataques aos direitos dos trabalhadores, travestido desse discursinho populista e assistencialista.

Marco Rodriguéz disse...

Se ao menos as pessoas fizessem algo parecido com a França, seria um grande avanço por aqui. Uma revolta em busca de direito civis perdidos.
Enquanto isso, temnos de nos contentar com o pouco. Mas espero que um dia, não sei quando, o povo acorde.

dilita disse...

Então Marco parou de escrever ?
Afinal não fui só eu que fui picada pela preguicite...
Desculpe o meu reparo,mas o Marco não pode parar!
Abraço de Portugal.

Dília Maria.